8 técnicas para  você ser mais persuasivo e influenciar pessoas

Ser  persuasivo e influenciar pessoas é o que mais se busca no trabalho, na vida social e na família. Aqui neste post quero ensinar 8 técnicas simples que ajudarão você a dominar estas importantes habilidades.

Ser  persuasivo e influenciar pessoas é o que mais se busca no trabalho, na vida social e na família.

Portanto, aqui neste post quero ensinar 8 técnicas simples que ajudarão você a dominar estas importantes habilidades.

É claro que só acreditamos em persuasão praticada de forma ética, mas aprende-las também permite que você identifique oportunistas que podem tentar manipular você.  Rapidamente você perceberá quando vendedores e os anunciantes tentam impor produtos que você não precisa necessariamente. E assim, outro grande benefício para você é que o dinheiro permanecerá em seu bolso.

 class=

Vamos as 8 técnicas para  você ser mais persuasivo e influenciar pessoas:

Espelhamento

Espelhar alguém é quando você imita seus movimentos. Os movimentos podem ser óbvios gestos de mão, inclinar para frente ou para longe, ou vários movimentos de cabeça e braço. Talvez você não saiba, mas se prestar a atenção notará que imita os outros às vezes, inconscientemente.

Ao utilizar este gatilho criando empatia, lembre-se de ser sutil e deixe um atraso entre o movimento da outra pessoa e o seu espelhamento. Entre 2-4 segundos funciona melhor.

Timing correto

As pessoas são mais propensas a serem agradáveis ​​e atenciosas quando estão mentalmente cansadas. Antes de pedir algo a alguém que talvez, sem  avaliar não aceitasse, tente aguardar um momento mais oportuno que é,  quando acabaram de fazer algo mentalmente cansativo. Isso pode ser no final do dia do trabalho, no caminho da porta. O que quer que você pergunte, uma resposta provável é: “Eu cuidarei disso amanhã”.

Escassez

Este é uma técnica que os anunciantes usam muito.  Oportunidades, seja lá quais forem, parecem muito mais atraentes quando há pouca disponibilidade.

Isso pode ser muito útil para a pessoa na situação certa. Onde haja real necessidade para ela. Mas, pare e considere: será que no seu caso um produto escasso é suficiente para que você seja dominado persuasivamente.

Reciprocidade

Ser persuasivo e influenciar

É o velho ditado, “Faça aos outros aquilo que gostaria que fizessem para você“. Quando alguém faz algo por nós, nos sentimos obrigados a devolver o favor. Então, se você quer que alguém faça algo legal para você, por que não fazer algo surpreendente ao outro primeiro?  Em negócios, em casa, não importa: a chave é complementar o relacionamento.

Coerência

Todos nós tentamos, inconscientemente, ser consistentes com ações anteriores. Um excelente exemplo é uma técnica do aperto de mão utilizada por vendedores. Um aperto de mão é rico em significados. O vendedor quando aperta sua mão já equivale a um primeiro acordo fechado. Agindo assim, o vendedor tem muito mais chances de fechar uma venda.

Um segundo exemplo de coerência seria: digamos que você estivesse caminhando com uma pessoa e a convidasse a assistir ao filme. Porém ela estivesse ainda indecisa. Uma boa maneira de usar a coerência é fazer com que as pessoas atuem antes de se decidir. Neste caso, por exemplo, você poderia começar a andar na direção do cinema enquanto ela se decide. As chances de ela manter coerência e aceitar assistir o filme é grande.

A forma como fala

Quando você fala, muitas vezes usa pequenas interjeições e frases hesitantes, como “hummm” ou “Quer dizer” etc. Essas têm o efeito involuntário de parecer que você está pouco confiante e seguro de você mesmo e, portanto, menos persuasivo.

Se você está confiante quando fala, os outros serão mais facilmente persuadidos pelo que você tem a dizer.

Efeito manada

Ser mais persuasivo e influenciar

Você e eu somos seguidores naturais. Nós constantemente olhamos para aqueles que nos rodeiam para determinar nossas ações porque temos a necessidade de aceitação.

Uma maneira simples e eficaz de usar isso para sua vantagem é ser um líder, deixar os outros o seguirem. Estude mais sobre liderança, ok?

Amigos e Autoridades

Nós somos muito mais propensos a seguir ou ser persuadidos por alguém que gostamos ou por alguém que esteja em uma posição de autoridade. Sobre a autoridade estamos nos referindo a todas as especialidades em que você fala de cadeira e pode agregar valor aos outros.  Por conhecer muito sua área de atuação você passa a ser respeitado como autoridade no assunto. E sendo ético e confiante, será sempre ouvido e procurado.

Bem, ao escrever este post não me saia da cabeça a pergunta: como posso saber se esses gatilhos realmente ajudaram você? Eu gostaria muito de saber. Se se achar a vontade, comente ok?

Vá em frente!

Quer ser avisado(a) de novos artigos? Cadastre em nossa Newsletter

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Compartilhe este artigo:

o que você precisa saber

na sua caixa de entrada

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
artigos recentes
ainda relevantes
você pode gostar

Efeito Dunning-Kruger

Será que somos tão bons no que fazemos quanto pensamos? Para compreender o Efeito Dunning-Kruger acompanhe essa história: Em 6 de janeiro de 1996, McArthur

Leia Mais »
Controle sua Privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando neste site você declara estar cientes dos termos abaixo:

Política de privacidade – Termos de Uso

Abrir bate-papo
1
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?