Você é indispensável?

Me diga uma coisa: você é indispensável? Você já pensou sobre isso?

De um lado, patrões. Do outro, trabalhadores. Foi esta espécie de contrato que funcionou por mais de um século. Todo o sistema, as escolas e os governos apoiavam essa espécie de contrato. Durante muito tempo, funcionou.

Mas os tempos mudaram.

Confrontado com a tecnologia e a competição, as regras deste novo mundo foram totalmente alteradas.

O contrato definitivamente se desfez e o modelo entrou em colapso.

Seth Godin diz que, diante desta grande mudança, surgiu um novo tipo de contrato que passou a promover o talento, a criatividade e a arte.

E quais seriam as pessoas que serão reconhecidas?

Com certeza serão as que surpreenderem, as que se conectarem mais com as outras, as que reagirem ao status quo e as que inspirarem e energizarem a todos da organização e deixarem sua marca.

Portanto, esses serão os elementos-chave, os “indispensáveis”. Os Linchpins!

Para facilitar a sua caminhada para se tornar um linchpin, extraí do livro três grandes segredos:

1º Segredo – A escolha

Você está diante de 2 opções:

Na primeira, você pode optar por seguir acreditando que a nossa obrigação é fazer o nosso trabalho e seguir as instruções, atividades desprovidas de imaginação e emoção, e que utilizam uma parte de nosso cérebro em que o autor chama de reptiliano – que é o lado primitivo de todos os animais.

E na segunda, resolve enfrentar com coragem este aspecto reptiliano. Usar a sua mente criativa e abraçar o risco de se tornar alguém indispensável, isso porque as empresas agora procuram:

– pensadores originais

– provocadores do status quo

– pessoas que se importem além do seu setor

– vendedores que tenham paixão, que corram riscos e façam novas ligações humanas

– e líderes que inspirem pessoas

2º Segredo: – Como fazer arte dentro de uma organização?

Veja sob a perspectivas dos outros. Essa é uma forma de conectar pessoas. Incorpore a arte: crie valor, traga algo novo, lidere inspirando.

3º Segredo: A mentalidade da abundância e a generosidade

Para o autor, devemos experimentar a mentalidade da abundância, da doação espontânea do nosso talento que nos abrirá para explorar a dimensão das oportunidades, que emergem das conexões generosas com as pessoas.

A seu ver, a criatividade não é mais um ato solitário, um eureka repentino, mas resulta dessa rica troca de experiências sem, absolutamente, pensar em algo em troca.

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Open chat
Podemos Ajudar?