De Zero a Um: O que aprender sobre empreendedorismo com o vale do Silício

Se você encontrasse Peter Thiel, eu tenho a certeza de que você o desafiaria a explicar melhor o que defendeu em seu livro chamado “De zero a Um.”

Na visão do autor, você pode progredir de forma vertical ou horizontal.

No progresso vertical há rupturas e foi pex. o caso do primeiro iPhone, que é único e ocasionou uma revolução dos smartphones. O I Phone X recentemente lançado nos EUA, trouxe novamente uma ruptura que é a de reconhecer o seu rosto. Ele reconhece você como usuário e assim, a Apple se posiciona novamente 2 anos e meio a frente do seu maior competidor.

Peter pensa muito diferente do mainstream, que é o modo de pensar dominante e quer que eu polemize mesmo este tema pra você. Ele diz: Se você faz algo novo, você tem um monopólio.

O Google pex. nada mais é que um monopólio no setor de buscas. Não há concorrência para eles.

O autor, como fundador do Paypal e bilionário acionista do Facebook, está seguro ao defender que quanto mais você compete, mais você se torna parecido com os outros. Sustenta que, o seu projeto não deve copiar as experiências de outros pioneiros. Isso porque eles já aprovaram seus modelos no mercado. Portanto, você não deve começar do zero e replicar modelos que já existem. Deve ter o seu negócio como único. De zero a Um!

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Open chat
Podemos Ajudar?