CONVENÇA E VENDA: Como tocar o “botão” de SIM do outro | Apresentação do Curso

Ao longo de minha carreira, acompanhei muita gente competente ver seus melhores planos ignorados pelos outros, ganhar menos do que deveria por não saber apresentar o melhor de si aos outros.

Não era falta de habilidades e competências profissionais. Apenas, não eram capazes de mostrar aos outros seus trabalhos, suas qualidades, para conquistarem aquilo que eram merecedores.

Eram funcionários tentando convencer colegas de uma nova ideia, empresários seduzindo investidores a aplicar, ou até professores convencendo crianças a estudar.

Se vender é fazer alguém agir pela persuasão, gostando ou não, agora estamos todos em vendas. Mas nem sempre sabemos como fazer.

Eu tenho a certeza de que você conhece pessoas assim e se pergunta às vezes: como um profissional tão competente como este é tão pouco reconhecido? E isso acontece desde as profissões mais complexas até as mais simples.

Mas, o contrário também acontece. Pessoas de profissões mais simples muitas vezes são muito disputadas, podendo praticar preços superiores por hora de trabalho e alcançarem uma vida de abundância.

Bem, essa limitação pode ser muito bem resolvida se avançarmos pela neurociência e compreendermos melhor o comportamento daqueles que queremos influenciar.

Vamos aprofundar um pouco mais…

Por muitos tempo, pesquisadores tentando explicar o comportamento do consumidor estavam limitados a aplicação de pesquisas. Agora a neurociência usa varreduras cerebrais. Através delas pode-se aprender o comportamento das pessoas e a lógica que está por detrás do SIM.

Assim, sob esse ponto de vista, você passa a conhecer muito mais “o como” dominar melhor as habilidades argumentativas.

Esse não é um curso de vendas normal. É um curso que trata das sutilezas da neurociência para que você saiba tocar os pontos certos, aqueles mais sensíveis na mente das pessoas. E assim, promover e vender o seu melhor.

Devo insistir que vamos sempre considerar que: vender é o ato de fazer alguém agir pela persuasão e que haja ganho para ambos os lados.

Logo, o segredo dos profissionais de maior sucesso é saber tocar o ponto certo – ou os pontos corretos de atenção dos outros– para influenciar as pessoas a seu favor.

E se você não conseguir compreender bem como age e reage o cérebro das pessoas, não se comunicará bem, não será ouvido e ninguém colocará em prática o que você mais quer a cada momento.

Eu quero convencer você que saber apresentar o que você tem de melhor, ou em outras palavras “saber se vender” é puramente técnica que se aprende e que em sendo assim, você deve logo começar a aperfeiçoá-la em você mesmo(a).

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Open chat
Podemos Ajudar?