7 hábitos para desenvolver a Inteligência Emocional

O que é uma emoção? Imagine que você está caminhando pela rua e de repente um cão raivoso vem em sua direção. Seu cérebro registra imediatamente tudo e loucamente ativa um programa de defesa emergente.

Pronto! É ordem para todos os lados: comando para dilatar as pupilas, encher os músculos de sangue, a boca seca, o rosto empalidece e adrenalina jorra no seu sangue.

A emoção é esse programa cerebral que dispara ordens para todo o organismo.

O que quero dizer a você é que a sua experiência de vida é, sobretudo, emocional e não há vida sem emoções.

Bem, então para que serve a Inteligência Emocional? Quando você compreende o seu perfil emocional você pode se gerenciar muito melhor.

Para Daniel Goleman, a inteligência emocional é exatamente o resultado do equilíbrio entre racional e o emocional, englobando vários fatores, como:

· autoconhecimento; consciência emocional;

· empatia; motivação; relacionamentos.

Autoconsciência significa ter uma dose de compreensão de que o mundo tem uma forma de se revelar. Pouca consciência é resistir e ter uma noção irreal, de que as coisas devem ocorrer exatamente como previmos. Você precisa aceitar que esse cenário não irá mudar e você é que deverá se conhecer melhor e se gerenciar para viver melhor dentro desse mundo.

Mas como fazer para se autoconhecer, aprimorando a sua inteligência emocional?

No vídeo, você pode conferir 7 hábitos para desenvolver a inteligência emocional.

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Open chat
Podemos Ajudar?