Quais as competências que você como líder deve ter?

Início > Blog > Quais as competências que você como líder deve ter?

Se você busca desenvolvimento pessoal e crescimento profissional, certamente tem interesse em saber quais as competências que você como  líder deve ter hoje e com garantia de futuro.

O mundo atual é desafiador de diversas maneiras, seja nas constantes oscilações econômicas e rápido desenvolvimento tecnológico, seja em mudanças nas relações de trabalho. O tempo todo somos levados ao novo e à transformação.

No ambiente corporativo não é diferente. Na verdade, essas mudanças são ainda mais sentidas por quem está na linha de frente tomando decisões importantes junto a profissionais de destaque.

Se você quer entender como desenvolver as competências de um líder, continue lendo este artigo para atingir o seu melhor como pessoa e profissional.

1.  Seja organizado

É impossível estabelecer qualquer meta de autodesenvolvimento se você não começar organizando a sua própria vida.

Comece se perguntando quais são suas reais ambições, como atingi-las e qual o tempo médio necessário para chegar lá. Divida essa meta em etapas alcançáveis e mantenha-se compromissado com elas.

Pergunte-se, também, se você quer alcançar um alto cargo em uma empresa ou empreender. Desenvolva o seu autoconhecimento e tire o melhor proveito de si mesmo.

Considere o fato de que escolhas envolvem renúncias e sacrifícios. Por exemplo, aquele tempo que você desperdiça em frente ao computador nas redes sociais, sem fazer nada que agregue valor à sua trajetória, deve ser eliminado.

Se você sente que é muito difícil mudar as suas atitudes, sugiro que aprenda a criar novos hábitos com excelência.

2. Aprenda com os grandes líderes

No mundo corporativo, o conhecimento teórico está longe de ser a única ferramenta de sucesso.

Anos de experiência e de desafios enfrentados, entre alguns fracassos também, é que dão legitimidade a um líder. Além disso, entra um outro  componente essencial que é a inteligência emocional.

Um estudo da Business Harvard Review demonstrou que entre diferentes histórias de sucesso e fracasso empresarial o grande diferencial foi a capacidade dos líderes de usarem sua empatia, resiliência e capacidade de trabalho em equipe para saírem da crise de forma vitoriosa. Considere isso!

3. Incentive o crescimento da sua equipe

Os líderes mais inspiradores e que obtêm os melhores resultados são aqueles que sabem cativar sua equipe e estimular o melhor que cada colaborador tem a oferecer.

Para conseguir isso é necessário que o próprio líder seja alguém interessado em constante atualização de seus conhecimentos e melhoria de seu trabalho. Agindo dessa forma, terá o respaldo para exigir dos demais a contribuição desejada.

Não existe liderança onde não existe engajamento. Estude, se atualize, procure desenvolver melhor o seu trabalho a cada dia para que possa demandar o mesmo dos seus colaboradores.

4. Comunique-se — uma das grandes competências de um líder

Daniel Goleman, um dos maiores gurus em gestão empresarial, fez um estudo em que destacou os seis principais estilos de liderança.

Vou citá-los rapidamente para você ter uma ideia da diversidade existente e de como um bom líder se apropria das vantagens de cada um:

  1. estilo coercivo: com foco em medidas drásticas nas situações de crise. Pouco eficaz, a médio e longo prazo, por gerar desgastes emocionais;
  2. estilo autoritário: o mais eficaz, determina diretrizes e exige resultado;
  3. estilo paternalista: elogia os funcionários para estimulá-los. Se combinado com o estilo autoritário, pode produzir um ótimo efeito;
  4. estilo democrático: ouve e discute ideias, é desfavorável na urgência;
  5. estilo modelo: o líder exige aquilo que ele mesmo faz; o risco é não deixar claro qual o papel de cada um na empresa e o resultado esperado;
  6. estilo treinador (coaching): identifica pontos fortes e fracos de seus colaboradores; o sucesso depende da automotivação da equipe.

Se você reparar bem nesse resumo, os estilos que mais se destacam e que podem ser mais bem aproveitados envolvem boa comunicação e definição de metas claras para a equipe.

O autoritário comunica metas, o paternalista transmite empatia, e o treinador dialoga constantemente com sua equipe a fim de reconhecer potencialidades e limites, para aproveitá-los da melhor maneira possível. Assim, todos entendem qual o trabalho a ser feito e como atingir os resultados desejados.

Vá em Frente!

 

 

PS Ah..Vejo você no curso que fiz sobre persuasão e influencia: a arte de conquistar o sim, que ajudo você a buscar o autodesenvolvimento como caminho para o desenvolvimento profissional.

2017-11-16T10:52:24+00:00 16/11/2017|Liderança|

Compartilhe com um amigo