Bullet Journal – Vida organizada

Início > Blog > Bullet Journal – Vida organizada

Demorou, mas lembra da minha promessa a você?

No vídeo “Mente Organizada”, prometi um post a você sobre bullet journal.

Mas, o mais importante de tudo mesmo é que eu consiga mostrar o verdadeiro valor que este  simples método pode fazer  por você.

O autor Ryder Carrol diz que se você tiver o seu bullet jornal, que é um caderninho simples, você terá como “rastrear o seu passado, organizar o presente e se preparar para o futuro”.

Achei curioso e quero incentivar você a começar a utilizá-lo porque custará o mínimo e dará a você um grande retorno. Repare, eu comprei o meu por R$ 9,90 reais e a caneta era a que eu já possuía.

Barato, não é? Mas a questão é o poder que você consegue ao adotar o hábito de utilizar essas duas pequenas coisas. Uma caneta e um pequeno caderno.

Componentes do bullet journal

Vamos à pratica?

Bem, você precisa dividir  em quatro componentes essenciais: tópicos, números de página, frases curtas e marcadores.

O primeiro passo é adicionar um tópico, ou seja, um breve título descritivo no canto superior esquerdo da página.  À medida que você começa a preencher o seu bullet journal, mantenha o hábito de dar um título e numerar suas páginas antes de começar a escrever.

Todos os itens devem ter frases objetivas e curtas. Os bullets  ajudarão você a organizar suas atividades  em três categorias:

1- Tarefas: são representadas por um simples ponto (•), que significa atividades que dependem de sua ação. Exemplo:

  •    Levar as crianças na escola. E pode ser adotado 3 símbolos para representar que decisão você tomou para aquela determinada tarefa:

         X = tarefa concluída

         >= tarefa que você migrará (mudará).

         <= tarefa agendada.

2- Eventos: são representados por um bullet “O”. Estão relacionados à data que podem ser agendadas (por exemplo:

“O” – aniversário da Maria.  Ou registradas depois que eles ocorrem (por exemplo:

“O” – assinatura do contrato”).

Independentemente de quanto pessoal ou emocionalmente você está envolvido, devem ser tão objetivas e breves quanto possível. Feito isso, sinta-se livre para escrever sobre este evento na próxima página disponível. Você também pode utilizar outros símbolos como por exemplo: para prioridades (*) aqueles eventos que devem ser realizados primeiro, para inspiração (!) que são aquela ideia que você teve, um mantra, ou a representação de um olho para aqueles eventos que requerem uma exploração, uma pesquisa maior. Mas, sinta-se à vontade para criar os seus próprios símbolos.

3 –Notas:  Estas são representadas com um traço “-“. Incluem: fatos, ideias, pensamentos e observações. As notas são atividades que você deseja lembrar, mas não são imediatamente ou necessariamente acionáveis. Esta categoria funciona bem para reuniões, conferências ou notas de sala de aula.

Módulos do bullet journal

Vamos dar uma olhada nos quatro módulos principais: o índice, calendário anual, calendário mensal, calendário diário.

Índice: o índice será a primeira folha do seu caderno,  e nela conterá a divisão do seu bullet journal e suas páginas correspondentes. O ideal é que esta seja preenchida posteriormente à configuração das páginas restantes.

Calendário anual: na primeira página a esquerda cole um calendário anual e use  para anotar itens que precisam ser agendados com meses de antecedência … ou coisas que você deseja obter para algum dia.

Calendário Mensal: ajuda você a organizar o seu mês. Consiste em um calendário e uma lista de tarefas.  Para configurar seu primeiro registro mensal, vá para a próxima página. A esquerda será sua página de calendário e a  direita será sua página de tarefas.

Para configurá-la coloque: título da página com o nome do mês atual. Agora, liste todas as datas desse mês na margem esquerda, seguido das primeiras letras do dia correspondente. Ex. Segunda feira 14 – 14 seg. – Deixe algum espaço na margem esquerda da página para adicionar o símbolo. As anotações  aqui devem ser tão curtas quanto possível.

A página de tarefas é uma lista das tarefas que você deseja realizar nesse mês e tarefas inacabadas que migraram do mês anterior.

Calendário Diário: nestas páginas no topo  registre a data. Ao longo do dia, basta ir anotando  suas tarefas, eventos e notas à medida que ocorrem.

Dicas: não configure o calendário diário com antecedência. Crie-os conforme  vá ocorrendo ou na noite anterior. Você nunca sabe quanto espaço você pode precisar.

 

Parabéns, você já fez tudo! Comece obtendo um caderno pequeno e testando o sistema por pelo menos dois meses. Você não parará jamais, porque descarregará um grande “peso”, que é o de ter que lembrar de tudo de cabeça.

Bem, tomara você tenha mesmo decidido adotar o bullet journal. Faça do seu jeito e não precisa se preocupar com a estética. Não será para apresentar a ninguém. É unicamente para ajudar você. Um amigo seu.

Espero ter ajudado!

Ahh, além de ser organizado se quiser também se especializar rapidamente nas técnicas da persuasão e influência, venha comigo e participe do curso Persuasão e influência: a arte de conquistar o sim.

Até lá!

 

 

2017-11-02T11:50:35+00:00 02/11/2017|Empreendedorismo|

Compartilhe com um amigo