Profissões em alta para 2022

Olá, você já viu as 25 novas profissões que devem bombar a partir de 2022, conforme uma pesquisa do LinkedIn?

Confesso para você que, algumas delas, eu ainda não conhecia. Dê uma olhada no link que vou deixar para você e depois me diga a sua opinião.

São muitas profissões novas, diferentes das tradicionais. Acontece que há mais um ingrediente para compor este cenário de mudanças, que também terá um impacto na sua vida. Você já ouviu demais sobre a pandemia e sabe muito bem que ela mudou e ainda mudará muito a nossa forma de trabalhar.

Mas uma coisa é certa: pelo que vi, as novas profissões trarão oportunidades para — no mínimo — três tipos de perfis. São eles:

  • Profissionais autogerenciados, que sabem organizar o seu tempo e as suas entregas;
  • Profissionais que se ajustem num modelo de trabalho híbrido, ou seja, uma mistura entre os modelos presencial e online;
  • Novos líderes que consigam integrar e motivar pessoas mesmo a distância.

Bem, mas você deve estar se perguntando: qual é a mentalidade e os comportamentos que estão sendo exigidos de nós neste novo panorama profissional?

Para te responder, eu vou me referenciar na pesquisadora e consultora Liz Wiseman, escritora do livro “Impact Players”, traduzido para português como “Players de Impacto.”

Anote aí três dessas novas e importantes qualidades:

1- A capacidade de ver “além dos cantos” e garantir um maior desempenho.

Isto quer dizer que, normalmente, é mais fácil enxergar as coisas conforme o nosso próprio departamento e equipe, mantendo tudo o que fazemos da mesma forma que sempre fizemos.

Entretanto, quando se fala em novo profissional — seja qual for a sua profissão —,  é esperado que você saiba lidar com a visão de um todo, com ambiguidades e problemas mais complexos, que vão além das nossas capacidades atuais.

Repare que, apesar do fato de que este novo momento possa ser intimidante para nós, não há dúvidas de que a máxima agora é: “adeus zona de conforto!”

E para sempre!

Claro que, ao mesmo tempo em que posso te fazer suar frio, preciso logo te socorrer, antes que o seu cérebro entre em ação e responda que não será possível — o que seria muito normal, porque somos assim mesmo. O remédio para essa nossa hesitação normal diante do desconhecido é o que a pesquisadora chama de “sim ingênuo”.

Compliquei, mas isso não significa nada além de você logo concordar com um novo desafio que te apresentem em sua profissão.

Explicando melhor:

Richard Branson já descreveu essa atitude do “sim ingênuo” quando afirmou:

Se alguém te oferece uma oportunidade incrível, mas você não tem certeza de que pode fazê-la, diga sim. Então, corra atrás e aprenda como fazê-la mais tarde!

O “corra atrás” é uma contribuição minha, bem brasileira — Branson não falaria dessa forma.

Logo, quando se diz “sim” ao desconhecido, não é nada patológico você admitir um certo vazio, aceitando o que ainda não sabe e, em seguida, pesquisar, aprofundar e fazer perguntas para mapear a melhor solução.

Enquanto isso, você deve ir incorporando o perfil de mindset de crescimento pela aprendizagem contínua, o que é um ponto alto de prestígio na carreira dos novos profissionais.

Profissões

2- A capacidade de ver “além da esquina”.

Não quero que você imagine que novas qualidades profissionais se estendam ao nível de assumir superpoderes, como ver além das paredes ou saber o que virá no futuro. Não, absolutamente ninguém é capaz de prever o futuro.

O que se espera dos novos profissionais é a contínua antecipação e preparação para os desafios que possam estar à espreita, logo depois da esquina. É estar constantemente identificando possíveis armadilhas, bem como tomar medidas com o fim de se antecipar em relação a muitos problemas, para que sejam resolvidos antes mesmo de chegarem ou acontecerem.

Não se trata de pessimismo, mas quando pensamos de forma preventiva em tudo o que pode dar errado, e normalizamos os desafios, não ficamos perplexos quando os obstáculos caem em nosso caminho. Desta forma, estaremos sempre prontos para enfrentar os fatos.

Podemos até mesmo ir além, de forma a enxergar esses obstáculos como se fossem blocos para a construção do nosso crescimento e oportunidades e, assim, provar a nossa coragem.

Profissões

3- Mudar a perspectiva e a lente para agregar mais valor ao seu trabalho

Você pode adquirir duas novas habilidades para atribuir mais valor ao que você faz nestes novos tempos. Uma delas é a de mudar a sua perspectiva, o que envolve deixar um pouco de lado o que se passa dentro da sua própria cabeça e perceber situações e questões do ponto de vista de outras pessoas, como clientes, líderes e acionistas.

A outra é trocar a sua lente para que, no caso de se deparar com situações ambíguas e incertas, você passe a perceber mais oportunidades em vez de ameaças.

Talvez essas duas atitudes possam parecer comuns para você, mas imagine tudo o que você poderia conquistar se soubesse absorver a inteligência que te rodeia.

Assim, continue a apreciar o feedback positivo, mas, com bastante frequência saia da zona de conforto e vá ouvir o feedback corretivo, as opiniões contrárias e use-as para reorientar os seus esforços.

Profissões

Reparou que essa sua atitude fará com que você se desvencilhe das velhas regras, que, neste novo cenário, podem minar a sua carreira?

Essa perspectiva pode te trazer insegurança, mas a boa notícia é que garante que você estará se concentrando na direção certa.

É como no esporte de tiro ao alvo. Em outras palavras, os alvos estão sempre mudando e, as pessoas que se fixam na rotina de oferecerem o mesmo que sempre fizeram, não garantirão mais  um bom desempenho daqui para a frente.

Para finalizar, vá incorporando essas novas atitudes — caso ainda não o faça —, use os seus pontos fortes e faça de tudo para aprender coisas novas. Quanto ao “relacionar-se”, seja fácil, acessível e positivo ao lidar com as pessoas e, assim, tudo dará certo.

Nas palavras do psicólogo e autor Adam Grant:

“Criticar é fácil e rápido. Criar é difícil e lento. As duas horas que você gasta em um livro ou filme geralmente levam dois anos para se produzir. Qualquer um pode derrubar o trabalho de outra pessoa. Mas o verdadeiro teste de insight é se você pode ajudá-la a melhorar ou construir algo próprio.”

Comece, vá com vagar e sempre!

Vá em frente!

Essa semana, lancei um novo curso que fiz pensando em você, chamado “Liderando com Inteligência Emocional”. Caso você se interesse pelo tema, clique aqui para saber mais.

LINK prometido sobre novas profissões: https://exame.com/carreira/25-profissoes-que-vao-bombar-em-2022-segundo-o-linkedin/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Posts populares

Open chat
Podemos Ajudar?