Como viver sem preocupação?

Você quer saber como viver sem preocupação? Eu pergunto a você:

Será que existe um jeito de viver sem se preocupar com nada? 

Hoje eu vou falar de o um livro clássico, antigo, de Dale Carnegie chamado:

Como evitar preocupações e começar a viver.

Bem, a preocupação é irmã gêmea da ansiedade. É o medo imaginário de perdermos o controle sobre as coisas e isso tem assombrado a todos nós.
Nos preocupamos com o passado, com o futuro, com a saúde, o trabalho, a família e muito mais.

Mas a preocupação é um sentimento que faz parte da nossa vida e, é também uma das características que nos diferencia das outras espécies. Somos capazes de pensar em hipóteses, mais adiante do nosso tempo e isso é uma grande vantagem, pois você pode prever situações de risco ou melhorias para a nossa vida.

Mas pensar mais à frente pode também nos trazer sofrimento e stress.
Sim! É quando nos distanciamos do presente e já não conseguimos controlar os nossos pensamentos, passamos a viver aflitos no futuro ou ainda remoendo o passado.

Pense num elefante rosa

Tentar se controlar repetindo muitas vezes frases como: “eu vou parar de me preocupar com isso”, não é o melhor caminho e sabe o porquê?

 É porque a repetição é como você reeditar um filme que mais desagrada você.

Não funciona porque a mente é como um animal selvagem e não obedecerá você.

Na verdade, ela produz exatamente o contrário, como neste teste, quer ver?

Eu peço para você agora o seguinte: “não pense num elefante rosa”.
Reparou? Sua mente fez exatamente o contrário do que pedi a você.

Então, o que fazer? O autor diz, que há maneiras de interromper a enxurrada de preocupações que só prejudicam você.

Já imagino você me perguntando: Mas, João, não é importante me preocupar em como vou pagar a escola do meu filho ou como ser promovido no trabalho?

Sim, concordo com você! E aqui está o ponto.

O que diferencia uma preocupação produtiva, saudável de uma improdutiva, negativa, é o fato de haver ou não algo que você possa fazer no presente para mudar a situação que preocupa você no futuro.

Regra nº 1 –  Aja logo! 

Caso algo esteja martelando em sua mente, pergunte-se: 

Há alguma coisa q eu possa fazer agora? 

Então, a dica é: transforme a sua preocupação o mais rápido que puder em trabalho.  Se você ainda não sabe o que fazer e sua mente ainda continua agitada demais, ocupe-se.

Ter muitas atividades é uma ótima maneira de começar a domar esses pensamentos, que em doses lancinantes, nos castigam.

Regra nº 2 – Despreze o insignificante

Como viver sem preocupação?

Evite “sofrer com o que não é tão importante assim para você.

Não há dúvidas de que você deve se preparar para solucionar um problema que virá: isso se chama planejar e é diferente de ter pensamentos, dúvidas insistentes sem tanto valor assim para vc.

Não deixe que coisas pequenas se tornem caras para você e afetem a sua felicidade.

Regra nº 3 – Relaxe

Pela lei das médias, a maioria das coisas que nos preocupamos é provável que não aconteçam.

Quer um exemplos? Temos medo de avião, mas quantos aviões caem?

As seguradoras faturam milhões com o fato de as pessoas se preocuparem com coisas que só acontecem raramente.

Reflita então, sempre numa relação de causa e efeito perguntando-se: qual a probabilidade de acontecer o que me preocupa agora?

Adotando essa prática, segundo o autor, é bem provável que você possa eliminar de cara, 9 em cada 10 preocupações.


Regra nº 4 – Dê um limite

Se você entrou em situações ou negócios duvidosos, que causem preocupações, estabeleça um limite, um nível de perda a partir do qual você estará fora.

Para decidir, pergunte-se:

  1. Quanto e até que ponto isso importa para mim?
  2. Se isso que me preocupa acontecer, quando sairei fora porque já estarei pagando além do que quero?
  3. Saia, admita a perda e não se preocupe mais.


Regra nº 5 – Aceite

Como viver sem preocupação?

Colabore com aquilo que é inevitável e, claro, você nada possa fazer.

Além do manter-se sempre ocupado, aqui a estratégia é você passar a treinar a sabedoria da aceitação. Aceitar certas situações.

Então, tente encarar essa situação e conviva um pouco com esse imaginário pior e tire potenciais lições para enriquecer o seu espírito.

Aplique uma fórmula mágica:

  1. Pergunte a si mesmo: “O que de pior pode me acontecer, neste caso?”
  2. Prepare-se mentalmente para a aceitação da pior  situação, se for preciso.
  3. E finalmente, colabore com o inevitável e trabalhe calmamente para melhorar o pior.

A mente se sentirá como aquele cão que não vê mais razão em continuar latindo e assustando você. Acalmará porque vc resolveu se manter sereno (a).

E quero dizer a você que, como isso é uma aprendizagem, não se preocupe se achar que você não foi tão bom a primeira vez. Vá desenvolvendo aos poucos. E cada dia mais forte.

 Regra nº 6 – Isole o seu agora

Olha, antes de mais nada quero dizer que este livro é muito mais. Continua um achado. Vale a pena se for um tema do seu agrado.

E agora, você me diz:
OK João, eu entendi! Viver o presente, ter ações para evitar preocupações com o futuro e não remoer o passado. Acontece que a vida é feita também de inconstâncias e minha mente é inquieta, e estou sempre preocupado com coisas que poderão acontecer com minha família, ou de ficar doente ou perder o emprego.

Pois é,  para finalizar vou deixar uma frase de 21 palavras que inspirou William Osler, um dos ícones da medicina moderna.

As 21 palavras que mudaram a vida de Osler

“nossa principal função não é enxergar o que jaz vagamente a distância, mas sim fazer o que está claramente à mão.”

Quando já velho, num discurso para alunos da Universidade Yale, ele repete essa frase e conta que foi professor de quatro universidades e autor de um livro popular. Para as pessoas ele tinha “um cérebro brilhante”, mas, aquilo não era verdade.

Seus amigos íntimos, falou ele, sabiam que “meu cérebro era de caráter mediano”. Mas qual tinha sido então, o segredo de seu sucesso?

Osler explicou que seu êxito se devia ao que ele chamava de viver em “em dias compartimentados”. O que ele queria dizer?

Uma vez, ele havia atravessado o Atlântico a bordo de um grande cruzeiro. Viu que o capitão, de pé na ponte de comando, ao apertar um botão, e pronto! Começava um barulho ensurdecedor das máquinas e várias partes do navio eram imediatamente isoladas umas das outras em compartimentos que não se comunicavam.

Você irá se lembrar do Titanic- isolar compartimentos evita que em caso de acidente, que todo o navio seja inundado.
Como viver sem preocupação?

“Cada um de vocês”, disse o Dr. Osler, “é uma organização muito mais maravilhosa do que um navio e destina-se a viagens muito mais longas.” 

Precisamos então, aprender a viver nossos dias em compartimentos, ou seja, um dia de cada vez sem interferência do passado e nem do futuro.

O fardo do amanhã, somado ao de ontem, castigam nossa mente hoje e faz até os mais fortes fraquejarem.

Do passado você trará apenas a sua experiência, não culpas e nem mágoas. Deixe o passado enterrar os seus mortos e para o futuro, você deve levar os seus planos.

Treine agora a assumir o seu lugar na ponte do comando da sua vida e blinde o seu dia, porque a sua jornada prosseguirá, mas o seu show, que é o que há de melhor da sua vida, só pode acontecer se você isolar e viver o seu agora.

Vá em frente!!

Ah.. sugiro que você assista ao vídeo “O poder do agora”! Aqui https://impactplayer.com.br/video/.

5 respostas

    1. Pois é Edinaldo, é como falo no vídeo, se você não tem nada que possa fazer no presente para mudar a situação que preocupa você no futuro, a melhor coisa que pode fazer é relaxar. Sugiro muito, você ler o livro “O Poder do Agora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Posts populares

Open chat
Podemos Ajudar?