Mentalidade de sucesso: Qual é a sua?

Veja se isso tem a ver com você…

Eu estava de bicicleta no mercado municipal de Florianópolis.

Acho muito divertido ir a esse lugar. Sempre volto lá.

Bem, mas nesse dia, havia uma fila longa que dobrava a esquina.

Minha primeira curiosidade foi: o que de tão atrativo faz pessoas permanecerem

enfileiradas nesse calor?

Não levei muito tempo para descobrir.

E o curioso é que elas estavam ali para apostar na mega-sena.

Nada contra as opções das pessoas.

Meu pai vendia loteria pelas ruas de uma pequena cidade.

Ao vê-lo sair todos os dias pela manhã, muito me fez refletir sobre o que é a sorte

e esse nosso encanto pelas apostas, jogos.

Mas veja: Apostar na loteria é tentar 1 chance em 50 milhões.

E o que quero pensar aqui com você é algo diferente: é em como tornar nossas escolhas mais assertivas.

Repare, se grande parte das vezes, a “Sorte é apenas o encontro entre a preparação e a oportunidade”, então você pode se tornar uma pessoa de mais sorte, se: conseguir se preparar e tiver atenção para as oportunidades.

Mentalidade correta + Atitude  =  Sucesso

Mentalidade

Para isso, claro, temos de ter atitudes que nos levem a agir e participar na construção do resultado.

Então, escolher construir você mesma(o) será a maneira de obter milhões de chances a mais de ter êxito ou em outras palavras, de ter sorte.

Eu penso que o filósofo Sartre não se incomodaria comigo se eu afirmasse agora que, se optamos mais por apostar na sorte do que em se construir para ter sorte, é como abríssemos mão da nossa liberdade de escolha.

E se você reparar mais detidamente, a maioria das coisas não acontecem por acaso.

Vou começar a mostrar a você alguns “vestígios mais práticos” da sorte, iniciando com uma

frase simples que eu mais acredito:

“o destino e a sorte estão instigando e testando você o tempo todo”.

Sabe por que? Se você reparar bem o destino põe oportunidades a sua frente a todo momento.

Mas se você não está preparado (a) não conseguirá sequer perceber e a deixará escapar…

Como então estar pronto para capturar o que de bom passa a sua frente?

No inicio do ano eu falei das 7 competências mais importantes.

E uma delas foi o mindset ou mentalidade.

E conforme pesquisas apontadas no livro Mindset, a mentalidade correta é que cria oportunidades e esta – por sua vez – desenvolve os profissionais extraordinários.

É também o que constrói os campeões nos esportes, nos negócios, nas artes, nas ciências.

Mas, popularmente, se acredita que as pessoas de sucesso tiveram sorte na vida.

E você verá que não é bem assim. É menos sorte e muito mais atitude!

E aqui quero compartilhar 3 características de mentalidades poderosas, inspiradas

no livro Mindset, e que recomendo muito a você.

Mentalidade de aprendiz VS mentalidade fixa do “sabe tudo”

Os profissionais que você mais admira, aqueles que são extraordinários e inspiram você, nunca

pensam que já aprenderam tudo.

E eles sabem muito bem qual é o ponto fraco dessa crença equivocada de “se acharem”.

É que no momento em que eles chegam no topo naquilo que fazem, se sentirem como mestres absolutos, começarão a jogar fora a fórmula mágica que os fez chegarem ao sucesso, que foi  a mentalidade de aprendiz.

E você?

Será que você ainda mantém aquela mesma mentalidade de quando era estagiário ou aluno da

primeira fase?

Você continua com fome de saber tudo sobre a sua profissão ou seus estudos?

Ainda tem aquele frio na barriga quando vai apresentar um trabalho ou defender um projeto?

Você ainda percorre quilômetros extras para encontrar seus clientes?

Ou, acomodado na sua poltrona você diz: eu já não preciso mais de nada e deixa o tempo passar?

Então, registre agora pra você:

se colocar na condição proativa de aprendiz todos os dias é a primeira aposta em você  para

que as pessoas comuns digam mais tarde, que você teve sorte e no intimo,

só você saberá o quanto se esforçou pra ter sorte, não é?

Mentalidade focada VS Mentalidade distraída.

Você entra numa loja e vê algumas pessoas por trás do balcão.

Ao invés de aproveitar o tempo pra aprender mais sobre pessoas (quando entra um novo cliente)

e a se diferenciar no atendimento, muitas estão distraídas nas páginas do facebook ou instagram.

Nos aeroportos, você olha para os agentes do portão. Muitos estão conversando entre si e nem

percebem você.

Você vai ao shopping e é a mesma coisa, atendentes distraídos, ao invés de estarem atentos á

aprenderem mais com cada pessoa que chega.

É claro que não devo cair no erro da generalização.

Mas, a distração de se deixar levar por todos esses estímulos, que sequestram nossa atenção, é assumir uma mentalidade que não ajuda você.

Esse tipo de mentalidade não coloca você na trilha de alta performance e do seu sucesso

pessoal e profissional.

Neste mundo onde as pessoas estão perdidas num transe coletivo, hipnotizadas pela distração

até crianças já sofrem de déficit de atenção.

É neste mesmo mundo que você pode escolher ser disperso ou ser realmente focado.

Como fazer?

  • Identifique uma pessoa que seja exemplo de disciplina para você.

Tenha-o como um mentor, mesmo que ela não saiba.

  • Adapte a formula de sucesso dessa pessoa exemplar a sua realidade.

Siga-a como uma boa referência de organização de alguém que consegue levar a frente os seus

objetivos diários.

  • Gaste seu tempo livre lendo e aprendendo sobre sua carreira, sobre relacionamentos,

sobre o que você escolheu para fazer nessa vida.

E agora vou chocar você, para o seu bem: noutro vídeo eu havia recomendado um diário.

Reserve então tempo para escrever, pelo menos uma vez por semana, sobre como desconstruir a forma como você vem fazendo algumas coisas.

Repare, eu falei desconstruir

Ou seja, reveja a maneira como você faz seu trabalho.

Foque, faça diferente e melhor.

Sempre é possível melhorar.

Depois, olhe paras pessoas a seu redor e aguarde o que irão dizer.

Aprenda com essa experiência.

É assim que aquela mentalidade de pessoas bem sucedidas, que os outros julgam como “sorte”, começa a ficar bem mais forte em você.

Mentalidade de quem ajuda VS Mentalidade de quem toma

Um dos traços das pessoas mais bem-sucedidas, os bilionários, os CEOs famosos das empresas da

Fortune 500, e nós aqui, da iplayer, sempre gostamos de recomendar é a de se conectar com as pessoas

e ajudá-las.

Essas pessoas tem um sistema de crenças de que quem vence é aquele que se dedica de alguma forma a servir.

Nessa 3ª. caraterística de mindset vencedor você deve lembrar sempre da frase de Dave Liniger:

“Você não vai ter sucesso se chegar ao banquete só de garfo”.

Você pode se perguntar:  mas, servir com o que? Eu não tenho bens!

Bem, se cada um de nós é único e melhor que os outros em alguma coisa, você sempre poderá ser

contributivo com alguém.

Ted Turner, um magnata da mídia americana usava uma frase emblemática:

“Quem serve melhor, prospera mais”.

O que quero despertar em você é a prática de adotar a mentalidade do ajudar alguém em seu trabalho,

na sua comunidade, na sua família.

Conectar-se é ajudar

Como fazer?

  • Conectar-se. Ajudar as pessoas para que sejam melhores, que se empoderem e alcancem os resultados que elas esperam.

E aqui vai mais um desafio pra você:

  • procure pessoas diferentes de você, mas com interesses comuns.

Vença o temor de que as diferenças sejam tidas como ameaças.

E esse desafio convida você a uma vocação maior que é:

  • se dedicar a problemas que não se pode resolver sozinho (a) e nem com pessoas muito parecidas com você, porque pensam parecidas.

Essa ação irá inundar as células do seu cérebro de endorfina que aliviará o stress e combaterá a

todo e qualquer risco de depressão.

Acredite, adotar essas 3 escolhas, farão você ter os melhores resultados em sua profissão e

em sua vida.

Exercitar essa mentalidade da conexão e do ajudar é muito poderosa e coisas fortuitas e

boas vão acontecer com você.

Se você gostou e se convenceu de que se apostar em você alcançará o que comumente

se chama de sorte, peço que compartilhe e se inscreva que eu sempre encaminharei conteúdos

novos pra você, ok?

Será que esse ajudou você?

Vá em frente!!

O livro que inspirou esse tema pra você foi, “Mindset”de Carol Dweck. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Posts populares

Open chat
Podemos Ajudar?