O que você pode fazer para organizar sua mente e melhorar sua memória

Qual seria a forma de você melhorar sua memória?

Eu tenho certeza de que você – como eu – fica incomodado ao encontrar uma pessoa e não lembrar seu nome.

Ou ainda, ao fazer uma apresentação e na hora que mais precisava, esquece algo importante, só lembrando depois.

Neste post  baseado no livro “A Mente Organizada”, do neurocientista Daniel Levitin, você vai conhecer 5 ações que poderá adotar no seu dia a dia, para evitar tais “brancos” de memória.

Onde estão guardadas nossas memórias?

Bem, quando nossos antepassados trocaram o estilo de vida nômade pelo urbano, criando as cidades, estas se expandiram muito rapidamente.

A mente possuía enorme flexibilidade, mas não o suficiente para lidar com tipos e volumes tão grandes de informações que viriam a nos desafiar no futuro.

Bem, esse futuro chegou.

Mas, qual foi o real impacto do excesso de informações sobre nossos sistemas de atenção e da memória?

Veja,  alguns neurocientistas acreditam que não temos limitações de armazenamento na memória.

Tanto que nossos neurônios carregam toda a nossa história consciente. Mas, ainda assim, nossa memória não é confiável!

E você me perguntaria: Como? Temos memória mas ela não é confiável?

É isso mesmo!

A arquitetura dos arquivos do cérebro se assemelha mais a uma grande casa antiga, com reformas improvisadas e infinitos armários e gavetas para guardar tudo.

Mas, o cérebro vai jogando as informações aleatoriamente para algum lugar. E aí, você já detectou o problema, não é?

Em outras palavras: como você não pode guardar as coisas onde você gostaria, concluímos:

que está guardado está, mas você sabe onde! E assim, terá dificuldade em recuperar as informações.

Muito diferente de como você organizaria o seu escritório.

Como organizar as memórias no cérebro?

 

Você então, já pode começar a desconfiar de que o cérebro não se organiza sozinho.

Assim, você precisará assumir o controle, se quiser mudar sua vida para melhor.

Mas será que você pode manipular essa deficiência e ser mais produtivo?

Perceba, há milhares de anos as coisas começaram a mudar…

Um dos maiores progressos ocorreu quando foi descoberta a linguagem escrita.

Começaram então, os registros de recordações nas paredes das cavernas e mais tarde em papiros e pergaminhos.

Eram registradas as primeiras transações comerciais, depois veio a poesia, as histórias e os projetos complexos de arquitetura.

A escrita tinha um sentido: estender os limites da memória.

Só mais tarde, nos deparamos com mecanismos — como calendários, arquivos, até chegarmos aos computadores e smartphones.

Isso organizaria definitivamente as nossas informações que o cérebro não sabe fazer. Seriam assim, extensões mais eficientes da nossa memória.

Como melhorar sua memória? 

Pois é, mas como algumas pessoas são excelentes profissionais, escrevem livros, lecionam na universidade e mais ainda: não demonstram qualquer pressa quando falam com a sua equipe?

É verdade e aqui começamos a construir a forma de como devemos nos organizar.

Muitos CEO´s, líderes políticos, astros do cinema, cujo tempo são especialmente valiosos, mantêm funcionários para filtrar tudo o que recebem.

Ou seja, protegê-los do bombardeamento de informações.

Isso permite a eles priorizarem o essencial.

 

Mas nós não.

Deixamos nossa mente livre nos preocupando com inúmeras coisas como: tenho que passar no supermercado… cadê as chaves daqui?

Onde deixei meus óculos?

E assim, concentrados mesmo no que queremos, ficamos por muitos poucos momentos.

Mas, claro que não vamos bancar o custo de uma equipe de assistentes para nos ajudar.

Então, o que podemos fazer?

Bem, a diretora operacional do Facebook, Sheryl Sandberg, manda um recado interessante para você.

Ela diz: concentre-se no seu foco e liberte-se do resto, anotando! Esvazie a mente do que é trivial.

Guarde essas ideias poderosas!

 

É claro que esvaziar a mente totalmente é impossível, mas essa ideia é poderosa.

Guarde por enquanto isto em sua mente!

A nova neurociência da memória e da atenção prega que o segredo é melhorarmos nossos sistemas de organização.

Para isso, vamos conhecer as 5 ações que mudarão totalmente a sua forma de consumir seu tempo para sua maior eficácia.

Comece assim:

1- Separe seu dia em blocos. Você é mais produtivo pela manhã, ou á tarde?

Pois é, deixe os trabalhos importantes para seu melhor período do dia.

Habitue-se a dar foco concentrado neste período! Assim, você evita estar fazendo um trabalho e pensando noutro.

Terá muito mais aproveitamento.

2- O cérebro funciona em dois modos: ou estamos concentrados ou no modo divagação.

Para cada atividade que você opte por executar  concentrado, neurocientistas sugerem que se tire 15 min a meia hora para um devaneio da mente.

Por exemplo: andar pelo quarteirão. Isso reseta o cérebro e é quando você irá reter o que aprendeu e terá grandes insights ou soluções inovadoras.

3- Faça uma faxina na sua mente e externalize o seu pensamento. O que isto quer dizer?

Bem, você se surpreenderia se soubesse a quantidade de executivos extremamente bem-sucedidos que ainda usam o bom e velho caderninho para descarregar a mente.

Priorize isto! Adote um caderno como extensão da sua memória.

Pesquisas comprovam os benefícios, inclusive sobre a saúde, por escrever à mão e externalizar suas metas, desejos e memórias num caderno.

Vou deixar uma orientação detalhada sobre Bullet Journal, pra você aqui no blog, ok?

4- Desligue-se de tudo quando for realizar um trabalho. O cérebro é sempre atento a novidades.

Sabe por quê?

Por causa dos perigos do passado. Logo, inquieto que é, qualquer barulho, sinal, luz, vozes e pronto!

Em milissegundos nos distrai e tira nosso foco.

Por ex. mesmo que você priorize uma atividade e diga que não irá atender o whatsapp, o simples fato de ouvir um sinal luminoso ou sonoro, já deslocará sua atenção.

Esse fato gera stress cognitivo (que é a sua capacidade de absorver conhecimentos).

Assim, nossa mente não se concentra em nada e perde muita energia a saltar atenta, sem parar, a cada estímulo novo.

5- Para ter o melhor de você: priorize! Faça uma única coisa em cada bloco de tempo.

O cérebro não é orientado à multitarefa. Não perca tempo também, fazendo escolhas triviais.

Veja, digamos que o cérebro precise fazer uma opção em 100.

Bem, curioso como ele é,  gastará muito mais energia para ignorar as outras 99.

É assim que funciona.

Dê foco total no que você quer e opte por, se fazer presente mesmo, em tudo o que você faz.

Bem, finalizando, nós que achávamos que a mente era toda aquela organização, não é bem assim, não é?

Pois é, siga estes passos e assuma o controle do seu sistema de atenção e memória.

Faça do jeito que for melhor para você.

Você é único.

Será uma grande transformação em sua vida, para melhor.

Vá fazendo as mudanças e não pare mais. Comece hoje.

Ahh, só uma coisa: deixe as chaves sempre no mesmo lugar, ok? Rs rs rs

Vá em frente!

 

 

7 respostas

  1. boa dia! gostei muito do vídeo, mas não encontrei o material sobre bullet journal citado no vídeo, como faço para ter acesso, muito obrigado!

    1. Bom dia Maurício, gostaria muito de agradecer sua interação com nossos materiais. Quanto ao bullet journal estaremos publicando nesta semana.

    1. Olá Carlos Alberto, fico muito feliz de você ter gostado do vídeo, e mais ainda por você dispor do seu tempo para comentar. A linguagem escrita é uma inovações que ocorreu há cerca 5 000 anos atrás para descarregar algumas das funções do cérebro. Graças a isso, a poesia, as histórias, as táticas militares e os projetos complexos de arquitetura são realidade hoje. Além desse benefício histórico, através da escrita também desenvolvemos mecanismos — como calendários, arquivos, computadores e smartphones — para organizar e armazenar a informação e assim esvaziar nossa mente e buscar espaço de tempo para lidar melhor com nossa vida, nossos filhos, pais, amigos, carreira, hobbies e programas favoritos de TV.
      Comente sempre!

  2. João Francisco, gostaria que soubesse que seus vídeos, textos e cursos têm sido fundamentais para mim, neste momento, que denomino, como de transformação, mudanças. Muito obrigada.

    1. Oi Flavia. É muito motivador, para mim, ter um feedbabck tão generoso e sincero. Que bom que estou conseguindo ajudar. Não pare um dia sequer. Lembre-se de reservar um tempo para você – em completa solidão – para refletir e encaminhar os passos seguintes dia após dia, ok?
      Vá em frente, Flávia. Você conseguirá!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Posts populares

Open chat
Podemos Ajudar?