O papel da inteligência emocional na liderança

Quando você pensa em um “líder perfeito”, o que vem à mente? Você pode imaginar alguém que nunca deixa seu temperamento sair do controle, não importa que problemas esteja enfrentando. Ou você pode pensar em alguém que tem a total confiança de sua equipe, ouve as pessoas, é de fácil acesso e sempre toma decisões de forma cuidadosa.

Essas são qualidades de alguém com um alto grau de inteligência emocional na liderança, adicionadas ao meu plano de aprendizagem pessoal. Mas, para que você conheça melhor o assunto, neste post veremos por que esse assunto é tão importante para os líderes — e como você, líder, pode melhorar a sua.

O que é a inteligência emocional na liderança?

Definimos a inteligência emocional como a capacidade de compreender as nossas emoções, assim como daqueles ao nosso redor. Essa qualidade dá aos indivíduos uma variedade de habilidades, tais como a capacidade de gerenciar relacionamentos, influenciar e inspirar outras pessoas.

O termo foi criado em 1990, após uma pesquisa dos professores de psicologia, John D. Mayer, da University of New Hampshire, e Peter Salovey, da Yale. Após quase uma década, o psicólogo Daniel Goleman foi quem estabeleceu a importância da inteligência emocional para a liderança empresarial, em 1998, no que se tornou um dos artigos mais duradouros da Harvard Business Review, “O que faz um líder”.

Cada indivíduo possui diferentes níveis, mas para que possa se tornar um líder eficaz, precisa de um alto nível de inteligência emocional. No local de trabalho, tornou-se um fator altamente importante para o sucesso, influenciando a produtividade, eficiência e colaboração em equipe.

A seguir, trazemos algumas importantes razões pelas quais você deve cultivar sua inteligência emocional na liderança:

1. Autoconhecimento

Líderes com inteligência emocional são autoconscientes e capazes de reconhecer as emoções à medida que elas acontecem. Essa é uma habilidade vital para eles, uma vez que os ajuda a obter uma compreensão clara de suas forças e fraquezas sem qualquer obstrução.

Além disso, os grandes líderes são capazes de perceber as emoções que surgem em respostas às ações ou situações. Como resultado, eles poderão resolver problemas e lidar com quaisquer complicações futuras.

2. Gestão emocional

A habilidade anterior dá aos líderes a capacidade de permanecer ciente de seus sentimentos. Agora é preciso aprender a gerenciar essas emoções. Líderes com alta inteligência emocional são capazes de se controlar e manter a calma.

Esses indivíduos serão menos suscetíveis a tomar decisões precipitadas ou deixar sua raiva assumir o controle. É vital que os indivíduos em cargos gerenciais mantenham suas emoções dominadas, pois isso os ajudará a permanecer em uma posição respeitada.

3. Comunicação eficaz

Qual será o benefício da consciência emocional se você for incapaz de expressar claramente seus pensamentos? Felizmente, indivíduos com inteligência emocional na liderança também têm a habilidade de comunicação eficaz.

Eles são capazes de transmitir claramente as direções e saber o que dizer, a fim de inspirar e motivar os outros.

4. Consciência social

Aqueles que possuem inteligência emocional na liderança estão bem sintonizados com as emoções dos outros e são capazes de captar o que está acontecendo ao seu redor.

Eles são capazes de praticar a empatia, colocando-se no lugar do empregado e dando feedback útil. Essa é uma habilidade crítica para os líderes, que trabalham de perto para inspirar e motivar uma equipe.

Se o líder é incapaz de ter empatia por seus empregados, certamente vai achar difícil conseguir respeito ou lealdade dos outros.

5. Resolução de conflitos

No local de trabalho, há sempre o risco de que os conflitos emergentes possam ameaçar ou prejudicar a eficiência e a produtividade. No entanto, aqueles com inteligência emocional na liderança são equipados para lidar com conflitos e fornecer boas soluções.

Com essa habilidade, os líderes podem rapidamente aplacar quaisquer divergências que surjam entre funcionários, clientes e outras partes. Em conjunto com as habilidades acima, os líderes podem usar sua inteligência emocional para desenvolver um local de trabalho mais agradável.

Agora que você já conheceu o poder da inteligência emocional na liderança, que tal dar um passo a mais para o autoconhecimento? Para isso, confira o infográfico com 15 truques para fazer as pessoas gostarem de você imediatamente.

4 respostas

    1. Débora obrigado pelo seu comentário.
      IE expressa o equilíbrio emocional;
      a capacidade de lidar com stress e ansiedade;
      o maior autocontrole e maior autoestima e autoconfiança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você procura?

Sobre João Francisco

O termo Impact Player nasceu do esporte, sendo associado a jogadores que fazem a diferença apenas por estarem em campo, capazes de elevar a confiança de um grupo com sua presença. 

Ou seja, um Impact Player é aquele que faz jogadas individuais incríveis, no entanto, seu principal valor está no papel estratégico que exerce sobre o seu ambiente, no momento em que sabe que o sucesso não é alcançado repentinamente.

Posts recentes

Posts populares

Open chat
Podemos Ajudar?