Skip to content

10 piores erros da linguagem corporal

Você diz algo com as palavras e ao mesmo tempo nega com a sua linguagem corporal?

Veja os 10 piores erros que você precisa evitar….

Você tem uma linguagem corporal própria e a sua comunicação nem sempre é amigável, embora você não perceba. É provável que a sua linguagem corporal tenha se tornado parte integrante de quem você é, mas até certo ponto você nem sequer pensa nisso quando se comunica. Se for esse o caso, cuidado!

É hora de começar a pensar em integrar o que você fala com o que seu corpo comunica, porque isso pode estar sabotando o que você mais quer conquistar.

Mais de 1 milhão de pessoas foram testadas pela TalentSmart, que descobriu que as profissões mais procuradas são preenchidas com pessoas que têm um alto nível de inteligência emocional (para ser exato 90% dos desempenhos mais altos são ocupados por estas pessoas). Elas sabem o poder que têm a linguagem corporal na comunicação não verbal e se preocupam muito para que haja pleno alinhamento entre o que dizem e o corpo comunica.

Mas, vamos direto aos 10 erros mais comuns da linguagem corporal para que você se conscientize e os evite.

1 – Evitar o contato visual

Quando você evita olhar nos olhos da outra pessoa, isso pode sinalizar uma falta de respeito. As pessoas tenderão também a desconfiar de você.

2 – Manter uma postura curvada

 Má postura mostra falta de confiança em si próprio e até pode significar baixa autoestima ou baixos níveis de energia.

3 – Ter um fraco aperto de mão

Um aperto de mão que não é firme sinaliza falta de autoridade, porém um aperto de mão demasiadamente firme pode fazer você parecer excessivamente agressivo.

4 – Manter os braços cruzados

Essa posição cria uma sensação de você estar impedindo que a outra se aproxime. Que você quer manter distância. Pode sinalizar que você não está interessado na outra pessoa.

5 – Manter o olhar no chão

Manter o olhar para baixo pode fazer você parecer inseguro ou que está desconfortável com aquela pessoa ou naquele ambiente. Se você estiver se apresentando em público, isso poderá passar uma impressão de fraqueza e limitar o seu poder de comunicação.

6 – Dobrar corpo para se distanciar dos outros

Inclinar o corpo para se distanciar da pessoa com quem você está conversando mostra que você está desconfortável, desconfiado ou desinteressado.

7 – Inquietar-se mexendo no cabelo ou em sua roupa

 Se movimentar muito na cadeira, remexer o cabelo sinaliza desconforto ou ansiedade.

8 – Invadir o espaço do outro

 Quando você se aproxima mais que 45 cm de distância de um colega ou você ocupa os espaços do escritório como se fossem seus, sinaliza desrespeito e que você não tem uma clara compreensão dos limites pessoais (seus e dos outros).

9 – Olhar para o relógio

Olhar para o relógio enquanto conversa pode manifestar desinteresse pela pessoa e até mesmo arrogância.

10 – Franzir a testa ou manter um rosto carrancudo

Franzir a testa ou manter a cara feia, mesmo que de forma involuntária e inconsciente, pode comunicar discordância e, em algumas vezes, até tristeza.

Assinatura em preto tamanho pequeno2

Travis Bradberry, traduzido por João Francisco.

7 Comments

  1. Muito bom
    Esses conhecimentos

    • Obrigado Wagner! Vá em frente!

  2. Olá João Francisco, primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo excelente artigo.
    Tem 3 casos de linguagem corporal na minha equipe que me deixam curioso (1 caso é meu)
    1) A pessoa fica constantemente escorada em algo (parede, cadeira, mesa).
    2) A pessoa mantem as mãos no bolso o tempo todo.
    3) Meu caso, tenho a mania de ficar rodando a aliança no dedo enquanto converso.
    O que essas posturas podem estar dizendo?

    • Prezado Marcelo, os casos de linguagem corporal que você menciona realmente afetam de certo modo a comunicação. Repare que nenhuma das 3 posturas acrescentam força, confiança e poder à mensagem que se quer emitir. Evito julgar “os porquês” das pessoas optarem por posturas assimétricas (ou que se antagonizam)a uma boa comunicação. Acredito que na maioria das vezes alguma insegurança pode levar a alguns hábitos repetitivos. No entanto, o mais importante é que você tenha consciência e percebe também nos outros. Portanto, é assim que poderá corrigir e ajudar os outros a reaprenderem. Em síntese, devemos evitar qualquer forma de dispersão e alinhar a fala, os gestos (das mãos e faciais) e posturas corporais para se alcançar a máxima energia ao que queremos comunicar. Seremos assim, mais persuasivos. A recomendação aqui são duas: 1- A autoconsciência (esta, pela pergunta feita, você já manifestou que possui).
      2- Treinar…treinar sempre e ir evoluindo dia após dia. Sucesso, Marcelo. Obrigado pelo comentário.

  3. Perfeito….excelentes recomendações….obrigada João Francisco..

  4. Obrigada pelos excelentes conteúdos compartilhados!

    • Eliana, fico feliz por você ter gostado do artigo.


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Podemos Ajudar?